ALTERAÇÃO DO ENDEREÇO

sábado, 2 de abril de 2011

-" FEDERAÇÃO BRASIL - PORTUGAL "


Uma Potência Intercontinental
José Jorge Peralta*

A Aliança Brasil-Portugal ou Portugal-Brasil é uma exigência histórica que se me afigura inevitável. Faz parte de um processo lógico de apoio mutuo
O Brasil já  foi, por alguns séculos. Estado de Portugal e foi também Reino Unido Portugal, Brasil e Algarves.
A nova Aliança seria muito boa para o Brasil e seria muito boa para Portugal.
Portugal ocupa um espaço privilegiado, como portal da Europa, no Atlântico, a Leste; o Brasil é o Portal natural da América do Sul, também no Atlântico, a  Oeste.
De todas as saídas possíveis de Portugal, neste momento de crise econômica, a única opção digna é a Aliança Lusófona Brasil-Portugal, a que podia se seguir, num futuro próximo, a Aliança Brasil-Portugal-Angola,  formando um tripé poderoso na América, Europa e África. Poderá ser uma Aliança em que todos tenham reais vantagens e o mundo também.
Seria o caminho de uma Federação Lusófona, Econômica, Política e Cultural.
A União Lusófona não é menos importante do que a União Européia.
Sendo países que se querem bem, e falam a mesma  língua, já está mais de meio caminho andado.
Lembro estas  ideias, como apoio para que entrem  em pauta, no momento em que  a Presidente Dilma, do Brasil visita Portugal.
Para ler  as contribuições que publiquei, em diversos  meios de Comunicação, sobre este momentoso tema, em diversas circunstâncias, leia:


*José Jorge Peralta 
  É Professor da Universidade de São Paulo, Aposentado, e Diretor do Instituto 
  Tropical do Pensamento Contemporâneo e do Pacto Lusófono Mundial

9 comentários:

Cavaleiro disse...

Caríssimo, gostei da teoria exposta no seu post, de autoria do prof. Peralta - só que isto é muito bonito, mas o Prof. Peralta saberá que há um obstáculo que mina qualquer tipo de relacionamento saudável entre povos que tiveram uma relação de colonizador/colonizado, e q é o eterno complexo de culpa de um lado e o complexo de vítima do outro, com um surdo sentimento de desforra quando não mesmo de vingança. Como se explica que 99% das anedotas no Brasil sejam sobre o portuga burro, e inclusive uma vedeta de telenovela brasileira venha aqui cuspir nos nossos monumentos e gozar com o tal de portuga burro???? - É por estas e e outras q eu prefiro a integração na Espanha. É melhor para todos e os brasileiros que continuem aí a contar as suas anedotas sobre o povo maltrapilho que conseguiu romper as fronteiras que lhe impôs um certo tratado de Tordesilhas, e lhes legou o maior país da América Latina. Ah, e lhes deixou belos documentos e livros do séc. XVI, quando um rei fugitivo para aí foi parar e continuou a deixar estar mesmo depois de se vir embora (os ultra-desenvolvidos EUA, se quiseram documentos tão antigos e valiosos, tiveram de os comprar, pois a Inglaterra não lhes deu nada!!!) - Mas o sr. Chicou Buarque DE HOLANDA (parece que foi este sr. que um dia deu uma entrevista a dizer q se o Brasil tivesse tido uma Holanda ou Inglaterra como colonizador, era uma super-potência) claro q preferia um colonizador esperto, desenvolvido, civilizado, do Norte da Europa (sim, um colonizador que inventa apparteid, como fez na África do Sul e vivia em bungallows nas Índias, vestindo fatinho branco e pingalim...).
Desculpem a minha impertinência, mas é o que penso. Ah, e já agora, sublinho que continuo a escrever a minha língua como aprendi e como acho que deve ser. Colonialismo em sentido inverso, tipo révanche, não, obrigado.
Nuno Campos

Anónimo disse...

Gosto muito do povo português,sou brasileiro e descendente de português e gostaria de ver o brasil e portugal unidos em uma única nação, pois o povo português
não pode mais sofrer com essas crises econômicas onde os politicos dizem que tudo irá se resolver ,enquanto o povo fica desempregado e sem perspectiva.
Sou fã de portugal mesmo, e acho que a união com o brasil só traria pontos positivos ,pois portugal sairia imedatamente da crise, se tornaria um dos BRICs e teria voz na UNASUL(união dos paises sul-americanos); portugal poderia se unir com a espanha, se bem que a espanha também está passando por uma grande crise,e para a espanha seria apenas mais uma anexação.
O povo português deveria se organizar e pedir ao governo português e brasileiro que leve este assunto para ser votado em um plebiscito, o povo pode e deve decidir o seu futuro.
Sou brasileiro e acredito que a maioria dos brasileiros acolheram e apoiaram nossos irmãos portugueses.

Anónimo disse...

Caro anónimo,
A sua ideia é bonita e talvez por descender de portugueses e não renegar as suas origens, tenha esse especial carinho por este país moribundo. Mas acho que se trata de uma ideia utópica, do ponto de vista de uma união política, pois cada povo seguiu o seu próprio destino e eu acho que o Brasil só aceitaria uma ideia dessas se Portugal fosse a sua colónia na Europa (a inversão do passado) e o problema é que isso se está a passar, começando pelo famoso "acordo ortográfico"... Quanto a essa "aliança" que refere, pois já existe a CPLP, metendo não só Portugal, Brasil e Angola, mas todos os outros antigos territórios que chegaram às independências e se encontram reconhecidos na ONU. O que me parece mais fácil (e ajudaria a sairmos desta crise) seria uma integração ibérica (económica e cultural) que se estendesse depois ao mundo da lusofonia (com respeito pelas diferenças, nomeadamente linguísticas) e da fala castelhana, do México até à Terra do Fogo e, se assim o entendessem, aos PALOP's. E deixar de vez essa coisa da "Europa" onde nunca coubémos e que foi re-inventada pelos alemães para conseguirem pela via económica o que o Hitler falhou pela via das armas, ou seja, o alargamento a Leste (na teoria do "espaço vital"). A Espanha pode estar mal hoje, mas tem uma outra dimensão que lhe facilitará a recuperação. E o caminho da Espanha em que Portugal poderia caber, seria o de uma maior abertura para a constituição de uma federação de nações ibéricas: Galiza, Catalunha País Basco, Andaluzia e Alicante, em que Castela é apenas uma parte, se bem que a mais central, pois está no centro da península. Juntas, a línguas ibéricas bateriam o inglês e ficavam pouco aquém da China, e se isso se traduzisse numa maior convergência económica, cultural e social, teríamos um espaço correspondente a quase todo o hemisfério ocidental (só com a excepção do Canadá e dos EUA) e pontos-âncora em África e até Ásia. Isto sim, creio que deveria ser proposto naquelas conferências ibero-americanas, onde o rei de Espanha se saíu com o célebre "porque no te callas?" - Era isto que a intelectualidade protuguesa, brasileira, espanhola e ibero-americana deveria propôr aos seus mandantes com mais insistência, pois seríamos um bloco de expressão mundial a ter em conta, sobretudo neste cenário de crise global...
N.Campos

Anónimo disse...

Portugal só teria a ganhar se unindo ao Brasil,pois se tornaria automaticamente junto com o Brasil dono de uma das maiores bacias petroliferas do mundo ,dono da maior rede hidrográfica do mundo,da maior parte da floresta tropical do mundo,faria parte da maior potencia da america do sul se tornando assim uma das sete maiores potencias do mundo;haveria mais empregos para o povo português e livre transito nos dois territorios sem embargos, o povo deve decidir esses debates devem ser abertos ao publico português e brasileiro.

Anónimo disse...

Anónimo disse...
Portugal só teria a ganhar se unindo ao Brasil,pois se tornaria automaticamente junto com o Brasil dono de uma das maiores bacias petroliferas do mundo ,dono da maior rede hidrográfica do mundo,da maior parte da maior floresta tropical do mundo(a Amazônia),faria parte da maior potencia da america do sul se tornando assim uma das sete maiores potencias do mundo;haveria mais empregos para o povo português e livre transito nos dois territorios sem embargos, o povo deve decidir esses debates devem ser abertos ao publico português e brasileiro.

Henrik disse...

caro Anónimo,
Como já se disse atrás, o Brasil e Portugal já estiveram unidos, e os filhos dos Portugueses + filhos de alguns outros estrangeiros + escravos negros e índios (se é q estes tinham alguma opinião, coisa de que muito duvido), não descansaram enquanto não ficaram independentes (tal como todas as colónias europeias na América). Como é óbvio, ninguém hoje esperaria que se retomasse uma situação análoga ao passado. Talvez ao Brasil pudesse interessar (até como "révanche") que Portugal ficasse como uma colónia sua na Europa, onde os ricos do Brasil pudessem vir por cá passar umas férias. É uma possibilidade, e as coisas até estão a ir bem nesse sentido: quando se aceita pacificamente a "abrasileiração" da língua portuguesa original (a matriz linguística) em favor de formas crioulas de expressão escrita, digamos que se calhar o caminho que se está a tomar é esse...

josé disse...

É hora de portugueses e brasileiros se unirem e lutarem por um referendo
nas duas nações pedindo a criação de
uma confederação BRASIL/PORTUGAL ,fazendo assim surgir a maior potencia do atlântico;portugal com seus azeites,vinhos e cultura de um lado ,enquanto o brasil com a sua enorme faixa territorial,maior bacia hidrográfica do mundo,bacias de petróleo e amazônia do outro.

josé disse...

Essa ideologia de ser contar a unificação de brasil e portugal tem
mais a ver com politicos soberbos e intelectuais mediocres que não se importam com a opnião do povo ,ou seja, não lhes interessa o que realmente o povo acha desse assunto;
levem esses debates para a população,para a midia ,para os programas de tv e deixem que o povo decida.

Anónimo disse...

Os Portugueses nao estao preparados para serem um Estado da Republica Federativa do Brasil...só estarão ..em breve , quando virem que vao ser uma Região Autônoma da ....Alemanha.
Esta para breve, depois de descolonizarem NAO exemplarmente o Império Portugues.