ALTERAÇÃO DO ENDEREÇO

quarta-feira, 30 de março de 2011

-" Lula da Silva «Dr.Honoris Causa» pela UNI de Coimbra"


"Esta láurea é uma homenagem ao povo brasileiro", realçou Lula da Silva

Lula da Silva disse hoje, em Coimbra, que o seu doutoramento "honoris causa" é uma "homenagem ao povo brasileiro" pela "revolução económica e social" realizada no Brasil nos últimos oito anos.
A chegada do ex-chefe de Estado foi a mais emotiva de todas, tendo muitos brasileiros optado por chegar à universidade mais de duas horas antes de a cerimónia começar. Alguns tinham camisolas a dizer "Brasil", enquanto outros levavam a bandeira brasileira.



A última a chegar foi a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, que também foi recebida com gritos e com o cântico "sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor".

Lágrimas, gritos e o hino nacional brasileiro esperaram hoje o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Universidade de Coimbra.Muita emoção, "orgulho e amor" pelo Brasil
A chegada do ex-chefe de Estado foi a mais emotiva de todas, tendo muitos brasileiros optado por chegar à universidade mais de duas horas antes de a cerimónia começar. Alguns tinham camisolas a dizer "Brasil", enquanto outros levavam a bandeira brasileira.
Quando chegou, Lula da Silva foi recebido com gritos de alegria, com lágrimas e com mulheres a pedirem-lhe para tirar uma fotografia.
Ao entrar no Pátio das Escolas, tinha à sua espera muitos alunos brasileiros que gritavam "sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor" e ouviu-se depois o hino brasileiro.
Até quando integrou o cortejo que o levou até à sala onde decorre a cerimónia, Lula da Silva teve a acompanhá-lo dezenas de fãs que gritavam por ele.
O segundo a chegar para assistir à cerimónia foi o primeiro-ministro cessante, José Sócrates(…)
Logo a seguir chegou o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva (…..)o presidente de Cabo Verde, Pedro Pires (…….).
Todas as personalidades que chegavam para assistir à cerimónia tinham à sua espera um tapete de capas, que tinham de pisar para entrar na universidade, uma distinção feita pela Academia "a quem merece".


"Mais do que um reconhecimento pessoal, acredito que esta láurea é uma homenagem ao povo brasileiro, que nos últimos oito anos realizou, de modo pacífico e democrático, uma verdadeira revolução económica e social", afirmou o ex-presidente do Brasil, ao intervir na cerimónia do seu doutoramento "honoris causa" na Sala dos Capelos da Universidade de Coimbra.
Na sua opinião, o Brasil "deu um enorme salto qualitativo no rumo da prosperidade e da justiça", deixando "para trás um passado de frustrações e ceticismo".
"Após uma prolongada estagnação, o Brasil voltou a crescer de modo vigoroso e continuado, gerando empregos, distribuindo renda e promovendo vasta inclusão social", acrescentou Lula da Silva.


Fonte: extratos do texto da Agência Lusa; vídeos da SIC TV

4 comentários:

Julio Teixeira disse...

Ainda agora foram anunciados mais de cento e cinqüenta mil casos de dengue já com 51 mortes no Brasil, que ficou em octogésimo oitavo lugar na educação...
E continua um grande farsante.
Quem diria! Portugal ainda ontem tinha a maior frota mercante e de guerra e a maior potencia do mundo, está hoje reduzido a uma nesga de terra e um país falido dando bom dia a cachorro, doutoramento a um analfabeto corrupto, mas não se iludam que essa gente não tem palavra, e a prometida ajuda pode ser uma esmolinha e ainda saírem alardeando que ajudaram Portugal!
Neste endereço podem ver melhor, e devem ler inclusive os comentários...

http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/a-trinca-que-trucida-o-portugues-pode-tirar-o-sono-dos-professores-de-coimbra/

Julio Teixeira disse...

O Brasil está estudando formas de ajudar Portugal a passar por sua crise de dívida.

A presidenta Dilma Rousseff explicou ao jornal português Diário Econômico como pretende “ajudar”:

“Uma das possibilidades é a compra de parte da dívida soberana portuguesa. Também examinamos outras alternativas, como a recompra antecipada de títulos brasileiros na posse do governo português".

Marx tinha razão?

A intenção de Dilma seria mais uma prova de que “a história se repete como farsa” – como pregou o ideólogo comunista Karl Marx.

Em 1823, para se tornar “independente”, o Império do Brasil “comprou” a dívida externa que Portugal tinha com os banqueiros Rothschild...

Agora, Dilma quer repetir a dose, para agradar a Oligarquia Financeira Transnacional que a sustenta no poder...

Julio Teixeira disse...

Ainda assim vale a pena rir de novo

http://www.implicante.org/blog/visita-surpresa/#comment-468

tossan® disse...

Desculpe prefiro não comentar. Abraço