ALTERAÇÃO DO ENDEREÇO

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

-" A Islamização da Europa ",

Mapa político da Europa no ano de 2015 ( ? ).




















Todos os indicadores nos levam a crêr que este será o mapa político da Europa em 2015. Para que melhor se possa compreender as causas desta evolução, veja-se o vídeo que se segue.




Esclarecimentos mais completos podem ser encontrados no livro "Fúria Divína" da autoria de José Rodrigues dos Santos.


6 comentários:

Julio Teixeira disse...

Mas o que se pode fazer para evitar isso?

Arnaldo Norton disse...

A minha única esperança reside na crise que a Europa atravessa e com o desemprego que gerou.
Há 20 anos estive 9 meses na Alemanha a fazer uma auditoria e constatei que havia determinados serviços que os alemães não queriam fazer. Desde recolha de lixo a serviços de enfermagem. Nessa altura houve uma aceitação generalizada de imigrantes turcos recebidos de braços abertos porque iam fazer o que os alemães desprezavam.
Desde então até hoje, tenho voltado várias vezes à Alemanha e constatei em 1996 que os alemães já disputavam qualquer trabalho que fosse com os turcos.
Se a minha esperança reside na crise,vejo, também, um grave perigo na aceitação da Turquia na União Europeia.
É por todas estas contradições que as negociações da União com a Turquia se arrastam há mais de 10 anos.
Vamos ver o que o futuro nos reserva.
Um abraço.

Anónimo disse...

Só os não crentes em Deus e ateus devem temer. O verdadeiro cristão sabe o que fazer e a quem temer. Não vou nessas balelas e acho um insulto à minha fé cristã a imagem.

Ass: católica X

Alexandre Iourtchenko disse...

Deveríamos proibir imigração dos países muçulmanos. Vocês já viram o que acontece em Moscovo na hora de rezar? Centenas e centenas de muçulmanos estendem os seus tapetes mesmo nas estações do metropolitano e começam a rezar. É horrível. E não se percebe, porque os media europeus e os líderes políticos estão cada vez mais a esconder esse problema... Devem ser apertados as regras de imigração, a começar por aí. Em segundo plano, devem existir fortes apoios financeiros para famílias com mais de uma criança, benefícios monetários únicos para o nascimento, benefícios mensais, prazo de maternidade/paternidade mais alargado para os pais dos recém-nascidos...

Alexandre Iourtchenko disse...

Eu sou ateu. Mas percebo perfeitamente a diferença cultural que os muçulmanos têm. Se a Europa não agir devidamente nos próximos 5 anos, mais cedo ou mais tarde os estados legais deixarão de existir. Vocês querem Сharia na Europa?

Anónimo disse...

A Bíblia nos diz que este continente em forma de Leão de cabeça virada, perderá suas 2 asas e tomará a forma de 1 Leão em pé com as 4 patas sobre o chão. (tirado dos livros de Daniel e Ezequiel)
Até lá, acredito eu, que a Rússia será dividida, e a parte da Rússia Asiática tornará outra nação mulçumana.
Acredito também, que o Papa não deixará que a Turquia faça parte do Mercado Europeu, para evitar uma possível invasão de Árabes na Europa, algo que os Ostrogodos e Visogodos tanto combateram.