ALTERAÇÃO DO ENDEREÇO

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

-" Recordemos Amália "

Faz amanhã 10 anos que ela faleceu mas não nos deixou ; continua a ser a inconfundível e incomparável Amália Rodrigues.
Uma pequena homenagem recordando-a a cantar um soneto de Luíz de Camões com música de Alan Oulman


9 comentários:

b disse...

Mais do que uma Dama.
Não há muito a dizer sobre Amália, apenas desfrutar.

╚»α∂яιαηα сoѕтα«╝ disse...

Linda... Fiquei com os olhos cheios de lágrimas.
Obrigada, Arnaldo
Beijos

Arnaldo Norton disse...

Minhas amigas !
Quanto mais não fosse, para Vcs. as duas, pela sensibilidade que têm e pelo carinho que dedicam a tudo o que Vos envio ou publico ( e faço-o, quase sempre a pensar em Vós) já valeria a pena o cuidado que tenho nas selecções que faço.
Obrigado pelo Vosso interesse.

Julio Teixeira disse...

Uma dupla fantástica,
certamente Eternos pela arte sem paralelo...
Obrigado Norton

Como notou, publiquei o poema
"Com que Voz" Dele...
Na verdade o ouvi aqui, e depois pesqusei a letra...
Acho que a dobradinha ficou boa...
Não fosse por cima o indesejado
kkkkkkkk

Arnaldo Norton disse...

Não faz mal nenhum, amigo Júlio ! Pelo contrário. Quanto mais nos complementarmos melhor.

Arnaldo Norton disse...

Só agora é que eu percebi essa do indesejado.( dei uma boa gargalhada ).
m abraço

Mary disse...

Que voz!!!

Amália´nos transporta...

lindo!

Arnaldo Norton disse...

Cara Mary !
Obrigado pelo seu primeiro comentário.
Seja benvinda !...

Arnaldo Norton disse...

Correcção:
logicamente que o termo correcto será
" bem-vinda"( deve se efeito do AO)